Tag: Festival de Cannes

Review – Okja (2017).

Por Calil Neto

04 de julho de 2017. 

Okja para mim já é um dos filmes mais fofos de 2017 dirigido pelo sul-coreano Bong Joon Ho também do mediano O Hospedeiro de 2006 com distribuição mundial do serviço de streaming Netflix e exibido anteriormente neste ano em premiere no Festival de Cannes.

No enredo temos uma garotinha Mija (An Seo Hyun) que é uma cuidadora de um grande animalzinho fofo modificado geneticamente em uma região montanhosa na Coréia do Sul conhecido como Okja. Vários desses animaizinhos, que são grandes porcos, são espalhados ao redor do mundo, e foram criados pela corporação Mirando comandado pela CEO Lucy (Tilda Swinton, que é também co-produtora do longa, e também faz o papel da irmã) com o intuito de mais tarde servirem de alimentação à população e diminuir a fome no planeta, um dos problemas globais.

Temos também no longa a organização que lida com as questões e direitos dos animais. ALF (Animal Liberation Front). Entre eles temos o personagem K, que é interpretado por Steven Yeun, o Glenn do seriado The Walking Dead, e temos também o apresentador de televisão e especialista em animais Dr Johnny Wilcox, interpretado por Jake Gyllenhaal.

Um belíssimo filme, com belíssimas localidades e cenários selecionados com brilhantes efeitos visuais de Erik-Jan de Bôer, em um filme que mostra a relação de amor entre uma jovem e um animal. A busca da garotinha em salvar seu animalzinho de estimação, em um filme que não deixa de ser uma crítica social das matanças de animais ao redor do mundo apenas com o intuito comercial. 

REPETINDO: UM DOS MAIS FOFOS FILMES DE 2017!

Nota: 3,5 de 5,0.

Review – O Lamento ( The Wailing – Coréia do Sul – 2016).

the-wailing
Imagem: Instagram.

Por Calil Neto

O elogiado thriller sobrenatural vindo da Coréia do Sul mesclado com terror O Lamento ( The Wailing – Goksung ) com auxílio de produção da 20th Century Fox dirigida e escrita magistralmente por Hong-jin Na  é uma das grandes surpresas do ano de 2016 e foi sensação do Festival de Cannes desse ano.

the-wailing-2

SPOILER.

Um estranho chega em uma vila e pequenos estranhos acontecimentos começam a acontecer. Fantasmas em sofrimento (algo comum de se ver em filmes orientais), pessoas da vila com estranhos ferimentos no corpo, pessoas que agem como mortos-vivos, possessão demoníaca (a possessão da filha do policial protagonista), mortes em série, vida após a morte e muito mais. No final percebe-se que os acontecimentos na vida do policial estão acontecendo porque ele enganou algumas pessoas. Um filme espetacular com belíssima direção de arte e fotografia.

Uma pequena obra-prima que não duvido que algum dia ganhe um remake norte-americano.

Nota: 4,0 de 5,0.

Confira o cartaz e os filmes selecionados para Cannes 2015.

cannes-poster-Bergman-2015-paysage
Ingrid Bergman é a homenageada.

Por Calil Neto

A 68º edição do Festival de Cannes, que acontece entre 13 e 24 de maio, divulgou a sua lista de filmes selecionados.

Abertura

Standing Tall (Emmanuelle Bercot)

Competição

Dheepan (Jacques Audiard) A Simple Man (Stéphane Brizé) Marguerite and Julien (Valérie Donzelli) The Tale of Tales (Matteo Garrone) Carol (Todd Haynes) The Assassin (Hou Hsiao Hsien) Mountains May Depart (Jia Zhang-Ke) Our Little Sister (Kore-eda Hirokazu) Macbeth (Justin Kurzel) The Lobster (Yorgos Lanthimos) Mon Roi (Maïween) Mia Madre (Nanni Moretti) Son of Saul (László Nemes)

Youth (Paolo Sorrentino) Lounder Than Bombs (Joachim Trier) The Sea of Trees (Gus Van Sant) Sicario (Denis Villenueve)

Fora da Competição

Irrational Man (Woody Allen) DivertidaMente (Pete Docter) Mad Max: Estrada da Fúria (George Miller) O Pequeno Príncipe (Mark Osborne)

Um Certo Olhar

Filme de abertura: Fly Away Solo Rams (Grímur Hákonarson) Journey To The Shore (Kurosawa Kyoshi) I Am a Soldier (Laurent Larivière) The High Sun (Dalibor Matanic) The Other Side (Roberto Minervini) One Floor Below (Radu Muntean) The Shameless (Oh Seung-Uk)

The Chosen Ones (David Plabos) Nahid (Ida Panahandeh) The Treasure (Corneliu Porumboiu) The Fourth Direction (Gurvinder Singh) Madonna (Shin Suwon) Maryland (Alice Winocour)

Sessões da meia-noite
Office (Hong Won-Chan) Amy (Asif Kapadia)

Sessões Especiais

Oka (Souleymane Cisse) Hayored Lema’ala (Elad Keidan) A Tale of Love and Darkness (Natalie Portman) Amnesia (Barbet Schroeder) Panama (Pavle Vuckovic)

Confira a lista de vencedores da 67a edição do Festival de Cannes.

Festival de Cannes 2014

Por Calil Neto

A lista de vencedores da 67a edição do prestigiado festival de cinema, Cannes, realizado todo ano na França.

Competição oficial

Palma de Ouro
Winter Sleep (Kis Uykusu), de Nuri Bilge Ceylan – Turquia, França, Alemanha

Grand Prix
The Wonders (Les Merveilles), de Alice Rohrwacher

Melhor diretor
Bennett Miller, por Foxcatcher

Melhor ator

Timothy Spall, por Mr. Turner

Melhor atriz
Julianne Moore
, por Maps to the Stars

Prêmio do júri
Mommy, de Xavier Dolan, e Adieu au langage, de Jean-Luc Godard

Melhor roteiro
Andrey Zvyagintsev e Oleg Negin, por Leviathan

Camera d’Or (para diretores estreantes)
Party Girl
, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis

Melhor curta
Leidi, de Simon Mesa Soto

Melhor curta – menção honrosa
Aissa, de Clement Trehin-Lalanne

Prêmio do júri ecumênico
Timbuktu, de Abderrahmane Sissako

Mostra Un Certain Regard

Prêmio Un Certain Regard
White God, de Kornel Mundruczo

Prêmio do júri
Force Majeure, de Ruben Ostlund

Prêmio especial do júri
The Salt of the Earth, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado

Melhor elenco
Party Girl

Melhor ator
David Gulpilil
, de Charlie’s Country

Quinzena dos Realizadores

Prêmio Art Cinema Award
Les Combattants
, de Thomas Cailley

Prêmio da Society of Dramatic Authors and Composers Prize
Les Combattants

Europa Cinemas Label
Les Combattants

Semana da Crítica

Grande Prêmio
The Tribe, de Myroslav Slaboshpytskiy

Prêmio Visionário
The Tribe

Prêmio da Society of Dramatic Authors and Composers Prize
Hope, de Boris Lojkine

FIPRESCI – Federação Internacional de Críticos de Cinema

Competição
Winter Sleep

Un Certain Regard
Jauja
, de Lisandro Alonso

Quinzena dos Realizadores
Les Combattants