Review – School of the Holy Beast (Seijû gakuen – 1974 – Japão).

Por Calil Neto

05 de julho de 2017.

Eu adoro o cinema japonês e fui atrás dessa pérola do cinema extremo do Japão, dentro do subgênero nunsploitation, School of the Holy Beast (Seijû gakuen – 1974 – Japão), dirigido e escrito por Noribumi Suzuki, falecido em 2014, que mistura violência com sexo e nudez dentro de um convento conhecido como Sagrado Coração.

É inevitável não citar no texto no libertino francês Marquês de Sade com as suas obras repletas de violência ao extremo de onde vem o famoso termo sadismo.

SPOILERS.

No roteiro também escrito por Masahiro Kakefuda temos a personagem Maya Takigawa, vivida pela atriz Yumi Takigawa, que se isola em um convento para saber mais a respeito de sua mãe que foi moradora do mesmo convento e que morreu misteriosamente após o parto e saber mais a respeito de seu pai que veremos do decorrer do filme que se trata de um padre. ALGO NA ÉPOCA QUE SERIA INIMAGINÁVEL! Um filme com sexo (nada tão explicito!), nudez das personagens, lesbianismo da madre superiora que não deixa de ser uma crítica a Igreja Católica e ao sistema da Igreja com seus membros.

School of the Holy Beast é um filme que não é para qualquer tipo de público e um dos grandes clássicos e nomes dentro do subgênero nunsploitation. Que mesmo apesar de ser do cinema extremo asiático, não deixa de ser um belo filme com belas imagens!!!! FILMAÇO!

Nota: 4,0 de 5,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s