Mês: maio 2016

Cronenberg Essencial em JULHO em Blu-Ray pela Versátil.

13321851_1113428055381051_1231880048921106425_n

Com entrega a partir de 27 de julho e preço de apenas R$ 89,90, a Versátil apresenta, com venda exclusiva pela Livraria Cultura, CRONENBERG ESSENCIAL, luva com 2 discos Blu-ray que reúne quatro filmes em versões restauradas em alta definição do polêmico David Cronenberg, um dos mestres do cinema contemporâneo, e quase três horas de extras inéditos. Edição Limitada com 4 cards.

Garanta já o seu aqui: http://www.livrariacultura.com.br/p/cronenberg-essencial-bl…

DISCO 1
VIDEODROME: A SÍNDROME DO VÍDEO (Idem, 1983, 89 min.)
Com James Woods, Sonja Smits, Debbie Harry.

Dono de uma emissora de televisão a cabo tem suas transmissões afetadas por imagens fortes e chocantes de uma estranha experiência.

OS FILHOS DO MEDO (The Brood, 1979, 92 min.)
Com Oliver Reed, Samantha Eggar, Art Hindle.

Em meio a uma série de assassinatos brutais, um homem investiga as técnicas nada convencionais do psicólogo que trata sua esposa.

DISCO 2

MISTÉRIOS E PAIXÕES (Naked Lunch, 1991, 115 min.)
Com Peter Welles, Judy Davis, Ian Holm, Julian Sands.

Nova York, 1953. Bill Lee quer ser escritor, mas ele extermina insetos para pagar suas contas. Baseado no livro do escritor beatnik William Burroughs.

CALAFRIOS (Shivers, 1975, 88 min.)
Com Paul Hampton, Joe Silver, Lynn Lowry, Barbara Steele.

Moradores de um condomínio de luxo isolado são atacados por um verme que os transforma em zumbis sedentos por sexo e violência.
VÍDEOS EXTRAS: Comentário em áudio para “Videodrome” (89 min.), Documentários e especiais sobre “Videodrome” (63 min.) ∙ Especial sobre “Os Filhos do Medo” (31 min.) ∙ Making of de “Mistérios e Paixões” (49 min.) ∙ Ensaio sobre Cronenberg (26 min.) ∙ Trailers (8 min.)

Para quem é apaixonado por David Cronenberg em filmes com uma melhor definição de imagem.

A Múmia (1931).

fepbe0wqxxmrwzobwj5j

 

Por Calil Neto

A Múmia é uma produção de 1933 estrelada por Boris Karloff que também fez o Frankenstein no longa de 1931. Boris Karloff é um dos maiores ícones do ciclo de filmes de monstros da Universal e do cinema do gênero horror no século passado.

Dirigido por Karl Freund  (Metrópolis – 1927) apresenta em sua narrativa uma expedição que descobre em uma expedição uma múmia de um príncipe egípcio Im-Ho-Tep que foi condenado e enterrado vivo por sacrilégio e se apaixonar pela pessoa errada. Por causa de um pergaminho amaldiçoado a múmia volta a viver e almejar conquistar a amada que agora está no corpo de outra mulher muito semelhante a mulher amada de 3700 anos atrás.

A-Múmia-1932

Boris Karloff está impecável em seu papel da múmia que retorna à vida.  Jack P. Pierce trabalha como maquiador não creditado nesse filme também. John P. Fulton (Os Dez Mandamentos) também volta nos efeitos visuais. A trilha sonora de James Dietrich é muito boa!

reproducao-do-filme-a-mumia-de-1932-com-boris-karloff-1375808501992_956x500

Um ótimo filme! Os filmes de monstros da Universal são eternos e inesquecíveis!

Nota: 3,5 de 5,0.

O Homem Invisível (1933).

Invisible_man

 

Por Calil Neto

O Homem Invisível é uma produção de 1933 dirigida por James Whale que pertence ao ciclo de filmes de monstros da Universal. James Whale dirigiu também Frankenstein de 1931 e A Noiva de Frankenstein  de 1935 para a Universal.

O longa é uma adaptação do clássico homônimo de H.G. Wells e narra um homem que em seus experimentos se transforma em um homem invisível, e começa a assassinar policiais e habitantes de uma cidade. O objetivo do cientista interpretado por Claude Rains que se torna invisível é com a descoberta se tornar rico e famoso. Os policiais e os habitantes saem em busca do homem invisível.

46948_front

 

Os efeitos visuais modernos para a época estão nas mãos John P. Fulton e trabalho de maquiagem não creditado do maquiador Jack P. Pierce que trabalhou em diversos filmes dos monstros da Universal.

johnny_depp_the_invisible_man

 

Gostei do filme. Muito bem produzido para os padrões da época. Um dos filmes que mais curti do ciclo de monstros da Universal. Johnny Depp está cotado para interpretar o personagem no novo filme do O Homem Invisível na revitalização do filmes de monstros da Universal.

Nota: 3,5 de 5,0.

Memórias de um Homem Invisível (1992).

maxresdefault

Por Calil Neto

A temática de homem invisível não é nova. Em 1933 já tínhamos O Homem Invisível de James Whale que fazia parte do famoso e saudoso ciclo de monstros da Universal.

O longa Memórias de um Homem Invisível de John Carpenter tem o roteiro adaptado de livro de H.F. Saint, enquanto o longa de James Whale de 1933 foi baseado em trabalho de H.G. Wells. O filme de John Carpenter é maravilhosamente bem dirigido. Carpenter é um dos meus diretores favoritos e tem belíssimos filmes em sua filmografia como O Enigma de Outro Mundo (1982), que considero a sua obra-prima, Os Aventureiros do Bairro Proibido (1986), Fuga de Nova York (1981), Fuga de Los Angeles (1996), Eles Vivem (1988) e o clássico do gênero horror até o dias de hoje, e sempre lembrado Halloween de 1978. Além de ótimo diretor, John Carpenter é um ótimo músico e compositor de trilhas sonoras de seus filmes.

memoirsofaninvisibleman

 

No elenco temos Chevy Chase no papel de Nick Halloway que se torna invisível após um incêndio em um laboratório, e alguns cientistas querem capturá-lo, entre eles David Jenkins (Sam Neill, freqüente colaborador de Carpenter) que quer transformá-lo em um agente da CIA invisível. No elenco também temos a bela Daryl Hannah de Splash: Uma Sereia em Minha Vida no papel da amiga Alice de Nicky por quem Nicky se apaixona.

PDVD_063

 

Os efeitos especiais são bons, mas não espetaculares. Modernos para a época.

2

 

Memórias de um Homem Invisível com certeza ainda está na lista dos filmes bons da filmografia de Carpenter.

É um bom filme.

Nota: 3,5 de 5,0.

Papai Noel conquista os marcianos (1964).

C9ONadt

 

Por Calil Neto

Papai Noel Conquista os Marcianos é um filme divertido dos anos 60 dirigido por Nicholas Webster que aparece com frequência na lista de piores filmes já produzidos.

É um filme de ficção científica tosco e trash que apresenta em seu enredo algumas crianças alienígenas que ficam admiradas com as crianças felizes da Terra que ganham seus presentes de Natal. As crianças alienígenas assistem tudo pela televisão que passa também a programação televisiva dos terráqueos. Elas deixam de comer e dormir e estão tristes além de estarem amadurecendo mais cedo sem passar pela infância, diferente das crianças da Terra. Isso passa a preocupar os marcianos adultos que querem trazer o Papai Noel da Terra para alegrar suas crianças marcianas e produzir brinquedos para elas.

hqdefault

Nota: 3,0 de 5,0.