DVDs: Confira os lançamentos da Versátil para o mês de setembro de 2015.

untitled

Por Calil Neto

O lançamentos da distribuidora Versátil para o mês de setembro de 2015.

 

 

Anúncios

O Grande Anjo Negro (1990) e Perigo Mortal (1993-94).

younotexpendable-dolphcomeinpeaceposter

Por Calil Neto

Conferi uma sessão dobradinha de action movies misturado com fantasia dos anos 90. O primeiro foi O Grande Anjo Negro (Dark Angel de 1990) e o segundo foi Perigo Mortal (Hellbound de 1993-94) com lendas dos action movies do cinema americano dos anos 70, 80 e 90 como Dolph Lundgren e Chuck Norris (ambos de Os Mercenários) respectivamente.

2158786,B5jGH8SUJdtW9mW4BIbKPtiqzHTDZzEtgHM7pp77xTJdMf3pUgk7xLDXZ8tKvlDi1H1IAfmPU7pckuW_8sNCwg==

O primeiro filme dirigido por Craig R. Baxley com roteiro de Jonathan Tydor e David Koepp traz um policial Jack Caine (Dolph Lundgren, que não está loiro) que perde seu parceiro de uma forma misteriosa na cidade de Houston que está sofrendo a invasão de uma forma de vida alienígena que afirma sempre que vem em missão de paz. Um alienígena do mal e um alienígena do bem que vem eliminar o alienígena do mal. O alienígena sempre diz I Come In Peace (também um dos títulos da produção nos EUA) – imagina se ele não viesse para propagar o mal. O longa também aborda o mundo dos traficantes de drogas, e o vilão da trama que se reabastece com essas drogas para matar suas vítimas.

I come in Peace.
I come in Peace !

hellbound

O segundo filme já é Hellbound, que já tinha visto nos anos 90 e agora puder rever.  É um grande clássico dos action movie misturado com sobrenatural desta inesquecível década dirigido por Aaron Norris, irmão mais novo de Chucky Norris que protagoniza o longa.

maxresdefault

A produção é da lendária produtora norte-americana Cannon Films. Hellbound é uma das últimas produções da Cannon que encerrou suas atividades em 1993 e último filme de Chucky Norris para a produtora.

RA-hellbound2

O segundo longa aborda uma viagem no tempo, o tempo das cruzadas, o policial Frank Shatter (Chucky Norris) com seu parceiro Calvin Jackson (Calvin Levels) que partem de Chicago para Israel nos dias atuais para enfrentar um servo do bicho ruim. Aborda o fim dos tempos, o Juízo Final, a religiosidade.

kinopoisk.ru

Os filmes são bem divertidos e muito bons. Muita ação na certa. São um prato cheio para quem curtia os bons filmes de ação no final do século passado, e é fã desses atores lendários do cinema de ação.

Recomendadíssimos.

Nota das duas produções: ambas 4,0 de 5,0.

Boas, medianas e piores adaptações de jogos de vídeo-game.

como-estao-os-atores-do-filme-mortal-kombat-1995

Por Calil Neto

Aqui estão as boas, as medianas e piores adaptações dos jogos de vídeo-game para o cinema até o ano de 2015. Vale lembrar que estas são opiniões particulares e podem variar de espectador para espectador.

Piores

Dead Rising: Watchtower – O Filme (2015)

Dead_Rising_Watchtower-949038804-large

Franquia Resident Evil (2002-2012). O sexto e final capítulo sai em 2016.

Super Mario Bros (1993)

get

Medianas

Street Fighter (1994) com Jean-Claude Van Damme e Raul Julia.

street_fighter_1994_poster_01

 

Terror em Silent Hill (2006) e Silent Hill: Revelação 3D (2012).

Boas

Mortal Kombat (1995) com o lendário Christopher Lambert e Mortal Kombat – A Aniquilação (1997).

Lara Croft: Tomb Raider (2001) e Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida (2003), com a senhora Brad Pitt, Angelina Jolie.

lara4

 

Review: Gabriel Knight: Sins of the Fathers 20th Anniversary Edition.

maxresdefault

Por Calil Neto

Joguei o adventure Gabriel Knight: Sins of the Fathers 20th Anniversary Edition, remake do clássico da Sierra, Gabriel Knight: Sins of the Fathers de 1993 escrita por Jane Jensen e lançado em 15 de outubro de 2014. Gabriel Knight é dono de uma livraria em Nova Orleans especializada em livros raros, e é um aspirante a escritor. Ele é um dos últimos descendentes dos caçadores de Sombras, os  Schattenjägers.

736206-gabriel-knight-sins-of-the-fathers-20th-anniversary-edition

O primeiro jogo de uma bem sucedida trilogia de games é baseado em uma série de misteriosos assassinatos por Voodoo que estão acontecendo na cidade de Nova Orleans nos Estados Unidos. Grace Nakimura, personagem importantíssima na série, é a assistente de Gabriel Knight na livraria. O game Sins of the Fathers é seguido por Gabriel Knight 2: A Fera Interior (1995) e Gabriel Knight 3: Blood of the Sacred, Blood of the Damned (1999). O segundo jogo aborda assassinatos cometidos por lobisomens e o terceiro assassinatos cometidos por vampiros. Os três games que abordam o sobrenatural foram escritos pela competente Jane.

gabrielknight-graveyard-640w

Gabriel Knight: Sins of the Fathers 20th Anniversary Edition é um belíssimo remake de um clássico que para os dias atuais estava ultrapassado graficamente. Este remake tem uma belíssima e significativa melhora gráfica (em HD e definição de imagem) bem superior ao do clássico de 93, e é nada mais nada menos que uma homenagem ao primeiro jogo da série que completou 20 anos.

O jogo foi produzido e desenvolvido pela Pinkerton Road Studio e a Phoenix Online Studios. Pinkerton Road foi fundada em 2012 por Jane Jensen e Robert Holmes, marido de Jane Jensen. A trilha sonora foi remasterizada pelo compositor Robert Holmes, que trabalhou na trilha sonora dos três jogos da série.

gabriel-knight-sins-of-the-fathers-20th-anniversary-edition
Belíssimos gráficos.

Gabriel Knight: Sins of the Fathers 20th Anniversary Edition preserva todos os detalhes que fizeram do jogo original um marco do adventure ou point-and-click nos anos 90. Segundo Jane Jensen se a recepção do remake de Sins of the Fathers for boa, o esperado jogo Gabriel Knight 4 pode acontecer.

A grande responsável pela série.
Jane Jensen, a grande responsável pela série.
Os Gabriel nos jogos: 1,2 e 3.
Os Gabriel nos três primeiros jogos: 1,2 e 3.

Nota: 5,0 de 5,0.

Confira o trailer da Gamescom 14:

A série é belíssima.

What We Do in the Shadows (2014).

11189743_ori

Por Calil Neto

Conferi a co-produção de horror-comedy da Nova Zelândia e Estados Unidos, What We Do in the Shadows (2014), dirigida pela dupla Jemaine Clement e Taika Waititi que também atuam no longa em questão. Segundo o jornal britânico The Guardian é a melhor comédia do ano de 2014.

Com o roteiro de Jemaine Clement e de Taika Waititi temos um mockumentary, isto é um falso documentário em formato de paródia dos vampire movies que relata a vida de vampiros em uma casa e o seu dia a dia dependendo estes das mordidelas nos pescoços dos humanos para sugar-lhes o sangue e mantê-lo vivos por séculos.

Shadows+Portraits+2014+Sundance+Film+Festival+feZga7isEuHl

O melhor personagem da trama é Petyr (Bem Fransham), que tem a aparência muito parecida com o vampiro do clássico Nosferatu de 1922 de F.W. Murnau. O trabalho de maquiagem do longa e os efeitos especiais práticos são muito bem feitos e realizados, apesar de What We Do in the Shadows ser produzido com baixo orçamento. Além de vampiros o longa aborda também o universo dos lobisomens.

resize
O Nosferatu do longa.

Um filme divertido. Curti.

Nota: 3,0 de 5,0.