Confira Love Me Like You Do de Ellie Goulding.

Por Calil Neto

Love Me Like You Do faz parte da trilha sonora de 50 Tons de Cinza.

Anúncios

Mapa para as estrelas de Cronenberg estreia dia 02 de abril nos cinemas.

205902

Por Calil Neto

O novo filme do canadense David Cronenberg, Mapa para as estrelas (2014), estreia nos cinemas dia 02 de abril de 2015, segundo informou a Paris Filmes.

Agatha Weiss (Mia Wasikowska) acabou de chegar a Los Angeles e logo conhece Jerome Fontana (Robert Pattinson), um jovem motorista de limusine que sonha se tornar ator. Eles começam a sair juntos e flertar um com o outro, por mais que Agatha mantenha segredo sobre seu passado. Não demora muito para que ela comece a trabalhar para Havana Segrand (Julianne Moore), uma atriz decadente que está desesperada para conseguir o papel principal da refilmagem de um sucesso estrelado por sua mãe, décadas atrás. Paralelamente, o garoto Benjie Weiss (Evan Bird) enfrenta problemas ao lidar com seu novo colega de elenco, já que é a estrela principal de uma série de TV de relativo sucesso. Entretanto, como esteve internado recentemente, está sob a atenção especial de sua mãe (Olivia Williams) e dos produtores da série, que temem um escândalo.

Belíssimo filme!!!

Mais um lançamento da Versátil: ZUMBIS NO CINEMA.

10471138_856901287700397_4538298058853136706_n

Por Calil Neto

Após o lançamento de “Obras-Primas do Terror 2”, a Versátil lança para os fãs de filmes de zumbis: “ZUMBIS NO CINEMA”, digistack com 2 DVDs que reúne 4 dos maiores filmes de zumbi de todos os tempos, todos em inéditas versões restauradas, além de uma hora de extras, incluindo entrevistas com os diretores.

A primeira tiragem será uma Edição Limitada com quatro cards.

Abaixo as informações sobre esse grande lançamento.

DISCO 1

“A Noite dos Mortos Vivos” (“Night of the Living Dead”, 1968)

De George A. Romero. Com Duane Jones e Judith O’Dea. No interior dos Estados Unidos, um grupo de pessoas se refugia numa casa de fazenda, para sobreviver ao ataque feroz de mortos vivos comedores de gente.

“Não se Deve Profanar o Sono dos Mortos” (“No profanar el sueño de los muertos”, 1974)

De Jorge Grau. Com Cristina Galbó, Ray Lovelock e Arthur Kennedy. Um policial persegue jovens suspeitos de assassinatos. Porém, os verdadeiros culpados são mortos-vivos. Clássico do horror europeu também conhecido como “Zumbi 3”.

DISCO 2

“A Noite do Terror Cego” (“La Noche del Terror Ciego”, 1972)

De Armando de Ossorio. Com César Burner e Lone Fleming. Um grupo de amigos passa o final de semana em Portugal, onde, nas ruínas de um mosteiro, são vítimas de mortos-vivos cegos, antigos cavaleiros templários.

“A Noite dos Arrepios” (“Night of the Creeps”, 1986)

De Fred Dekker. Com Jason Lively, Tom Atkins e Steve Marshall. Jovens universitários são infectados por parasitas espaciais que se alimentam do cérebro dos hospedeiros e os transformam em zumbis. Clássico do terror dos anos 80.

EXTRAS:

Conversa com George A. Romero (16 min.), Entrevista em áudio de Duane Jones (16 min.), Trailer e Spots de TV de “A Noite dos Mortos Vivos” (3 min.), Depoimento de Jorge Grau (21 min.), Trailer de “Não se Deve Profanar o Sono dos Mortos” (4 min.), Entrevista de Armando de Ossorio (10 min.), Abertura Alternativa de “A Noite do Terror Cego” (2 min.), Trailer de “A Noite do Terror Cego” (2 min.), Trailer de “A Noite dos Arrepios” (2 min.), Final alternativo de “A Noite dos Arrepios” (30 seg.)

Versátil lança CLÁSSICOS SCI-FI.

1506486_856900964367096_4823471865939001897_n

Por Calil Neto

Atenção fãs de ficção científica. A Versátil lança, a partir do dia 06 de abril, CLÁSSICOS SCI-FI, digistack com 3 DVDs que reúne 6 obras-primas do gênero dirigidas por mestres como John Carpenter, Mario Bava e Jack Arnold, incluindo inéditas versões restauradas de “Eles Vivem” e “O Planeta Proibido”, além de quase duas horas de extras.

A primeira tiragem será uma Edição Limitada com seis cards.

Abaixo as informações sobre esse grande lançamento.

DISCO 1

“Eles Vivem” (“They Live”, 1988, 94 min.) De John Carpenter. Com Roddy Piper, Keith David e Meg Foster. Operário descobre um par de óculos que o permite ver que alienígenas dominaram a Terra, controlando os humanos através de propagandas subliminares.

“A Ameaça que Veio do Espaço” (“It Came from Outer Space”, 1953, 80 min.) De Jack Arnold. Com Richard Carlson e Barbara Rush. No interior do Arizona, um astrônomo descobre que uma espaçonave caiu no deserto, mas ninguém acredita nele. Baseado em um conto do genial Ray Bradbury.

DISCO 2

“O Planeta Proibido” (“Forbidden Planet”, 1956, 99 min.) De Fred M. Wilcox. Com Walter Pidgeon, Anne Francis e Leslie Nielsen. A história de uma expedição para verificar uma colônia de cientistas em um planeta distante. Esse clássico sci-fi dos anos 50 marcou a estreia do icônico robô Robby.

“O Planeta dos Vampiros” (Terrore nello Spazio/Planet of the Vampires, 1965, 88 min.) De Mario Bava. Com Barry Sullivan, Norma Bengell e Ángel Aranda. Em um futuro distante, uma missão de investigação parte em rumo ao planeta Aura. Criativa ficção do mestre Bava que influenciou “Alien – O Oitavo Passageiro”.

DISCO 3

“Os Malditos” (“These Are the Damned”, 1963, 95 min.) De Joseph Losey. Com MacDonald Carey, Shirley Anne Field e Oliver Reed. Um turista americano, o jovem líder de uma gangue e sua problemática irmã acabam presos num complexo secreto que faz experiências com crianças.

“Fuga no Século 23” (“Logan’s Run”, 1976, 119 min.) De Michael Anderson. Com Michael York, Richard Jordan e Farrah Fawcett. No século 23, a vida é perfeita e cheia de prazeres. Porém, aos 30 anos, todos devem morrer. Quando chega a sua vez, Logan resolve fugir. VÍDEOS EXTRAS: Entrevista de John Carpenter (10 min.), Especial sobre “Eles Vivem” (11 min.), Making of de “Eles Vivem” (8 min.), Bastidores de “Eles Vivem” (2 min.), Spots de TV e trailers de “Eles Vivem” (5 min.), Trailer de “A Ameaça que Veio do Espaço” (2 min.), Making of de “O Planeta Proibido” (27 min.), A criação do robô Robby (14 min.), Créditos de abertura e final da versão italiana de “O Planeta dos Vampiros” (3 min.), Depoimentos de Joe Dante e Josh Olson sobre “O Planeta dos Vampiros” (7 min.), Trailers de “O Planeta Proibido”, “O Planeta dos Vampiros”, “Fuga no Século 23” e “Os Malditos” (12 min.)

AMAZING.

Confira quem levou a melhor no Oscar 2015.

A bela Julianne Moore ganhou como melhor atriz.
A bela Julianne Moore ganhou como melhor atriz.

 

Por Calil Neto

Na premiação do Oscar 2015 que aconteceu neste domingo (22 de fevereiro), quem se deu muito bem foi Birdman e O Grande Hotel Budapeste, levando cada um quatro estatuetas.

A 87a edição do Oscar teve a apresentação de Neil Patrick Harris (Garota Exemplar).

*vencedores em negrito.

Melhor filme

Sniper Americano

Birdman

Boyhood

O Grande Hotel Budapeste

O Jogo da Imitação

Selma

A Teoria de Tudo

Whiplash

Birdman

 

Melhor ator

Steve Carell (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)

Bradley Cooper (Sniper Americano)

Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)

Michael Keaton (Birdman)

Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Eddie Redmayne - melhor ator.
Eddie Redmayne – melhor ator.

 

Melhor atriz

Marion Cotillard (Dois Dias, Uma Noite)

Felicity Jones (A Teoria de Tudo)

Julianne Moore (Para Sempre Alice)

Rosamund Pike (Garota Exemplar)

Reese Whiterspoon (Livre)

Melhor ator coadjuvante

Robert Duvall (O Juiz)

Ethan Hawke (Boyhood)

Edward Norton (Birdman)

Mark Ruffalo (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)

J.K Simmons (Whiplash)  

MV5BMTU4OTQ3MDUyMV5BMl5BanBnXkFtZTgwOTA2MjU0MjE@__V1_SX640_SY720_

Melhor atriz coadjuvante

Patricia Arquette (Boyhood)

Laura Dern (Livre)

Keira Knightley (O Jogo da Imitação)

Emma Stone (Birdman)

Meryl Streep (Caminhos da Floresta)

Melhor diretor

Alejandro González Iñárritu (Birdman)

Richard Linklater (Boyhood)

Bennet Miller (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)

Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)

Morten Tyldum (O Jogo da Imitação)

O mexicano Alejandro González Iñárritu levou como melhor diretor.
O mexicano Alejandro González Iñárritu levou como melhor diretor.

Melhor roteiro original

Birdman

Boyhood

Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

O Grande Hotel Budapeste

O Abutre

Roteiro adaptado

Sniper Americano

Vício Inerente

O Jogo da Imitação

A Teoria de Tudo Whiplash

Melhor filme estrangeiro

IDA (Polônia)

Leviatã (Rússia)

Tangerines (Estônia)

Timbuktu (Mauritânia)

Relatos Selvagens (Argentina)

Melhor animação

Operação Big Hero 6

Os Boxtrolls

Como Treinar Seu Dragão 2

Song of the Sea

O Conto da Princesa

Kaguya

Melhor documentário

Citizenfour

Finding Vivian Maier

Last Days in Vietnam

O Sal da Terra

Melhor documentário de curta-metragem

Crisis hotline: Veterans Press 1

Joana

Our Curse

The Reaper

White Earth

Melhor curta-metragem

Aya

Boogaloo and Graham

Butter Lamp

Parvaneh

The Phone Call

Melhor curta-metragem de animação

The Bigger Picture

The Dam Keeper

O Banquete

Me and My Moulton

A Single Life

Fotografia

Birdman

O Grande Hotel Budapeste

IDA

Senhor Turner

Invencível

Melhor edição

Sniper Americano Boyhood

O Grande Hotel Budapeste

O Jogo da Imitação

Whiplash

Melhor Trilha Sonora

O Grande Hotel Budapeste

O Jogo da Imitação

Interestelar

A Teoria de Tudo

Sr. Turner

cast

Melhor canção original

Everything is Awesome (Uma Aventura Lego)

Glory (Selma)

Grateful (Beyond the Lights)

Lost Stars (Mesmo Se Nada Der Certo)

I’m Not Gonna Miss You (Glenn Campbell… I’ll Be Me)

Melhor design de produção

O Grande Hotel Budapeste

O Jogo da Imitação

Interestelar

Caminhos da Floresta

Senhor Turner

Figurino

O Grande Hotel Budapeste

Vício

Inerente

Caminhos da Floresta

Malévola

Senhor Turner 

Edição de som

Sniper Americano

Birdman

O Hobbit: A batalha dos cinco exércitos

Interestelar

Invencível

Mixagem de som

Sniper Americano

Birdman

Interestelar

O Hobbit: A batalha dos cinco exércitos

Invencível

Whiplash

Efeitos visuais

Interstellar1

Interestelar

Planeta dos Macacos: O Confronto

Guardiões da Galáxia

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

Capitão América 2: O Soldado Invernal

Melhor maquiagem e penteado

Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

O Grande Hotel Budapeste

Guardiões da Galáxia

SUCESSOOOOO!!!!

Louca Obsessão (1990): Kathy Bates é tudo.

misery_ver2_xlg

Por Calil Neto

Louca Obsessão (Misery – 1990) é uma belíssima adaptação da obra de Misery – Louca Obsessão, de Stephen King, que foi relançada pela Suma de Letras em uma belíssima nova edição.

É dirigida por Rob Reiner (Conta Comigo, outra adaptação de King e Meu Querido Presidente), tem o roteiro de William Goldman (Lembranças de um Verão, O Apanhador de Sonhos, adaptações de trabalhos de King) e teve o orçamento de 20 milhões de dólares.

Na trama, temos o escritor de sucesso, Paul Sheldon (James Caan), reconhecido pela série de best-sellers da personagem Misery Chastain. Paul está com os manuscritos de seu novo livro protagonizado por Misery, e sofre um acidente de carro na nevasca, sendo socorrido e ficando aos cuidados da enfermeira aposentada Annie Wilkes, interpretada magistralmente por Kathy Bates, papel que lhe rendeu o Oscar na categoria de melhor atriz em 1990, e o Globo de Ouro em 1991. O espectador chega a ficar com ódio da personagem Annie Wilkes, tamanha credibilidade passada pela atriz no papel.

jSD6e6cKHL0gbYK3WUYTBpKXvJy

Só que Paul não imagina que está lidando com uma psicopata, fanática pelos livros do escritor, e com um passado tenebroso. Annie lê os manuscritos de Paul e não aprecia os rumos que a personagem Misery terá no novo livro do escritor best-seller. Coitadinho de Paul, que vai sofrer com as loucuras de sua fã.

A produção aborda a obsessão doentia dos fãs por seus ídolos. Agora não sei se o escritor Stephen King se baseou em si mesmo para criar o personagem Paul Sheldon.

Um belíssimo filme. Belíssima e competentíssima Kathy Bates no papel de Annie Wilkes.

Capa_Misery.indd

 

Comprar Misery – Louca Obsessão

Submarino

Extra

Ponto-Frio

Saraiva

Americanas

Confira o look da capa de Sobre a escrita de Stephen King.

Sobre a escrita - capa FINAL

Por Calil Neto

Sobre a escrita é considerado por muitos uma autobiografia do King e os leitores terão a oportunidade de mergulhar um pouco na vida pessoal dele (como, por exemplo, o acidente que quase o matou em 1999) e conhecer também como funciona seu processo de escrita.

Será lançado pela editora Suma de Letras em abril de 2015.

Ansiosos? Belíssima capa, ainda mais com o mestre King datilografando em sua máquina de escrever. GENIAL.