O Homem Bicentenário (1999).

bicentenarioPor Calil Neto

No final dos saudosos anos 90, assisti O Homem Bicentenário (1999) em VHS na casa de uma tia querida, em um filme que me marcou no fim da adolescência, por ter nele um ídolo de infância, Robin Williams, com a carinha e todos os trejeitos de um robô. Agora revi o filme em DVD, com outros olhos.

O Homem Bicentenário, uma comédia-dramática, é dirigido e produzido de forma magistral pelo competente Chris Columbus, produtor executivo de alguns filmes da saga do bruxinho Harry Potter, e da franquia Uma Noite no Museu e da saga de Percy Jackson. Chris Columbus está também envolvido no projeto do reboot de Gremlins.

O roteiro é de Nicholas Kazan (roteirista de Matilda e Possuídos), de uma adaptação do conto de ficção de Isaac Asimov e Robert Silverberg do livro The Bicentennial Man and Other Stories.

Sam Neill também está de forma impecável no filme.
Sam Neill também está de forma impecável no filme.

Na narrativa temos o protagonista, um robô, Andrew Martin, que é adquirido por uma família, se torna um funcionário exemplar e conquista a afeição de todos os membros desta. Andrew tem um sonho: se tornar um SER HUMANO E adquirir todas as funcionalidades do corpo de um HUMANO (como ter sentimentos e movimentos faciais, poder se alimentar, ter relações sexuais), com todas as qualidades e defeitos dos próprios. Pela corporação que o produziu, Andrew é considerado uma anomalia.

hqdefaultO Homem Bicentenário apresenta em seu enredo uma mensagem filosófica e até espiritualista ao espectador, como a efemeridade da vida dos seres humanos, a passagem da infância para a fase adulta, depois a velhice e a morte. A mensagem de que o ser humano não é eterno e está de passagem pela Terra em busca da evolução e do aprendizado. Aborda também a crise existencial e a persistência que o ser humano (e por que não também o robô no caso?) deve ter na vida para alcançar seus sonhos e objetivos.

der-200-jahre-mann-bicentennial-man-G1_1492349

SPOILERS

Notamos com o desenrolar da trama, que até o robô não almeja a vida eterna, ao presenciar a morte de entes queridos.

FIM DO SPOILER

13

Uma belíssima produção, com linda fotografia, belíssima direção de arte, na maquiagem dos personagens para representar muito bem a passagem do tempo e a chegada da velhice, na cronologia da vida dos personagens, e belíssima cenografia que representa o futuro em um tempo não tão distante. E belíssimo enredo como já fora mencionado. Um filme enriquecedor.

O Homem Bicentenário, que tem como título um belíssimo de um spoiler, é um dos melhores longas da carreira de Robin William.

Robin William com seu talento, já nos deixa saudades.

bicentennial-man-278514l-imagine

SUPER INDICAÇÃO.

Nota: 3,5 de 5,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s