DVD e Blu-Ray: Planeta dos Macacos: O Confronto, Sin City– A Dama Fatal, As Tartarugas Ninja e muito mais para dezembro de 2014 e janeiro de 2015.

planetadosmacacos2

 

Por Calil Neto

Em dezembro de 2014 e comecinho de janeiro de 2015 temos alguns belíssimos lançamentos em DVD nas locadoras do Brasil: Planeta dos Macacos: O Confronto, Sin City – A Dama Fatal, o reboot de As Tartarugas Ninja, Os Mercenários 3 e muito mais.

Planeta dos Macacos: O Confronto será lançado pela FOX em 10 de dezembro de 2014.

 

Sex-Tape: Perdido na Nuvem será lançado pela Sony em 10 de dezembro de 2014.

 

 

No olho do Tornado será lançado pela Warner em 04 de dezembro de 2014.

guardiões

 

Guardiões da Galáxia será lançado pela Disney em 03 de dezembro de 2014.

 

Sin City – A Dama Fatal será lançado pela Imagem Filmes em 11 de dezembro de 2014.

maxresdefault

 

As Tartarugas Ninja – O filme será lançado em 16 de dezembro de 2014 pela Paramount.

 

Os Mercenários 3 será lançado pela Califórnia em 10 de dezembro de 2014.

os-Mercenarios-3

 

 

Lucy será lançado pela Universal em 06 de janeiro de 2015.

10575356_1507622482787873_6731874864327473358_o

 

Annabelle, prequel de Invocação do Mal, será lançado em DVD pela Warner em 06 de janeiro de 2015.

 

 

Anúncios

Arrebatamento (2014): Um curta de ficção, dirigido por Adriano Ferreira, que transmite ao espectador uma lição de vida.

Por Calil Neto

No final de 2012, o diretor nascido em Lins, interior de São Paulo, Adriano Ferreira começou a produção de seu primeiro curta-metragem, Arrebatamento, que teve estréia no SESC Rio Preto e arrancou elogios do público presente.

O curta apresenta em sua narrativa a temática do fim do mundo, ou seja a proximidade de um mundo pós-apocaliptico na vida do Homem. É um curta de ficção que aborda as conseqüências das atitudes do ser humano, uma reflexão sobre a religião e o poder da fé, e a superação das dificuldades da vida de qualquer ser humano. Aborda a ética e a consciência do Homem na busca por um mundo melhor. Aborda o pecado e as tentações na vida do Homem. Um belíssimo curta, que transmite ao espectador uma lição de vida, de moral, de valores éticos do ser humano.

O Blog Terror no Sofá conversou com o diretor do curta: 

De onde surgiu a idéia do curta?

A idéia de fim do mundo surgiu em 2012 com o calendário Maia, que dizia que o mundo iria acabar no final desse mesmo ano.

Quanto tempo demoraram para a produção do curta?

Começamos a gravação em 07 de dezembro de 2014. Como gravávamos apenas de finais de semana demoramos mais tempo para terminá-lo. Finalizei em 14 de março de 2014, uma coincidência, dia do meu aniversário.

Qual foi o orçamento do Arrebatamento?

O filme estava orçado em 30.000 reais. Mas gastei 3.000 reais estourando.

O que favoreceu e o que atrasou a produção do curta?

O lado bom é que tive apoio de maior parte da equipe, cada um trazia suas maquiagens, figurino e adereços. As dificuldades eram reunir sempre toda equipe de produção e atores.

Como o curta foi recebido pelo público?

O retorno foi inesperado e teve o SESC – Rio Preto lotado na estréia. Até hoje recebo elogios pelo trabalho, graças a Deus.

Adriano, qual seu próximo projeto no cinema?

Estou roteirizando junto com uma amiga o próximo curta. Vamos tratar de um assunto bastante polêmico. Mas é segredo.

 

 

 

 

Review – V/H/S Viral (2014).

VHS-Viral-2014

Por Calil Neto

Sempre afirmo que quando temos uma franquia, principalmente do gênero horror, sempre o primeiro episódio é o melhor e as suas sequências bem inferiores e ruins. Geralmente os primeiros filmes se tornam clássicos e as suas sequências decepcionantes, e a franquia V/H/S não foge dessa regra.

V/H/S 2 teve um desempenho mediano, e não é nenhuma obra-prima, mas também não é ruim.

Em 2014 temos a produção e o lançamento de V/H/S Viral, que assim como seus antecessores é dividido em segmentos e que também são amarrados por uma idéia central. A direção é de Justin Benson (Spring), Gregg Bishop (Dance of the Dead), Todd Lincoln (A Aparição), Aaron Moorhead (Spring), Marcel Sarmiento (Deadgirl, O ABC da Morte) e Nacho Vigalondo (Open Windows, O ABC da Morte).

V/H/S Viral apresenta até que segmentos interessantes e bem produzidos ( com o auxílio em alguns deles da ajuda dos efeitos especiais em CGI), mas são estórias que não conseguem escapar dos clichês do gênero.

Os segmentos são os seguintes:

Em Dante The Great temos um mágico que passa a ter poderes sobrenaturais com a sua capa. Nesse momento parece que estamos assistindo a um documentário com relatos dos personagens.

Em Parallel Monsters presenciamos um cara que cria um mundo paralelo a ele, e conversa consigo mesmo, aparecendo uns monstrengos estranhos com ele (ou serão extraterrestres?). Foi o segmento que mais me interessou.

 

VHS-Viral-Segment

Screen-Shot-2014-09-18-at-12_49_48-PM-620x400

 

Em Bonestorm temos os skatistas e os zumbis com caras de caveiras em um segmento bizarro.

images

No segmento Vicious Circles observamos uma perseguição de carros de policiais a uma van de sorvetes.

Conclusão: Infelizmente V/H/S Viral perde o ritmo, é confuso em alguns segmentos e é o pior filme da franquia. O resultado esperado não é alcançado e é decepcionante, sendo considerado bem inferior, bem inferior mesmo, a seus dois trabalhos antecessores.

A franquia V/H/S não consegue fechar a trilogia com chave de ouro.

Nota: 2,5 de 5,0.

Perseguição Virtual (OPEN WINDOWS – 2014).

Perseguição Virtual (2014)Por Calil Neto

Assisti ao aguardado thriller Perseguição Virtual (2014), título dado no país, com dois ídolos do público, a figurinha carimbada da saga de O Senhor do Anéis, Elijah Wood, e a ex-musa do pornôs e escritora, Sasha Grey, em um filme que se apresenta para o público de forma diferenciada.

O longa acontece, como diz o nome do filme em inglês OPEN WINDOWS, em maior parte do período de exibição na tela de um computador em uma perseguição virtual como se arremete o título dado no Brasil. Elijah Wood cumpre muito bem o seu papel na pele de Nick Chambers, um fã da famosa atriz Jill Goddard, interpretada por Sasha Grey. Nick tem um blog especializado na carreira da artista, e perde a oportunidade de conhecê-la através de um concurso.  Jill passa a perna em seu fã.

A produção é dirigida pelo competente diretor espanhol Nacho Vigalondo (O ABC da Morte, V/H/S Viral), em seu primeiro longa falado em inglês, e o roteiro é do próprio.

open-windows-team

Chambers através do computador está enviando um vídeo para a ídola, quando é interrompido por uma voz misteriosa, um tal de Chord (Neil Maskell) que passa a dar orientações ao personagem de Elijah Wood, comandando toda a situação ao redor, e quer que ele se vingue da atriz por ela não aceitar encontrar seu fã.

Elijah-Wood

openwindows__span

Sasha-Grey-nude-topless-Open-Windows-2014-hd1080p-Web-DL-6
Uma produção que traz espionagem e suspense, e que em uma cena em especial me lembrou da cena de um filme clássico do mestre do suspense Alfred Hitchcock, Janela Indiscreta, quando o personagem de James Stewart fica bisbilhotando os vizinhos em sua janela. A falta de privacidade dos indivíduos.

Perseguição Virtual, filmado na Espanha e nos EUA, aborda um tema em voga, como a obsessão dos fãs por seus ídolos, o mundo das celebridades, a falta de privacidade destes ídolos, o BIG BROTHER e a constante vigilância propostos por George Orwell no livro 1984.

Um filme que aborda um tema atual e moderno.

Bernat Vilaplana venceu como melhor editor na premiação BloodGuts UK Horror Award. Open Windows participou dos festivais South by Southwest ( SXSW – EUA), Miami (EUA), Beaune (França) e Stanley (EUA).

Um belíssimo filme que aborda um temática atual e moderna. RECOMENDADO.

Nota: 3,0 de 5,0.

Através do crowdfunding, filho de George Romero quer fazer o prequel de A Noite dos Mortos-Vivos (1968)

20141010004126-ORIGINS_LB_8_5x11_Page_01

Por Calil Neto

G. Cameron Romero, filho do pai dos zumbis modernos, George Romero, através do crowdfunding quer fazer a origem ou prequel do clássico de 1968, A Noite dos Mortos-Vivos, Origins.

O crowdfunding tem o objetivo de arrecadar US$ 150.000 para a pré-produção do filme.

Para ajudar no projeto o link

20141008124234-georgeandcameron
Agora somente o tempo dirá se G. Cameron Romero vai enaltecer ou estragar de vez o belíssimo trabalho do famoso pai…

Annabelle (2014).

336680Por Calil Neto

ATUALIZADO – 16 DE OUTUBRO DE 2015.

Em 09 de outubro de 2014 estreou nos cinemas brasileiros o spin-off ou prequel de Invocação do Mal, Annabelle. Invocação do Mal foi um dos grandes destaques do gênero no ano de 2013. Invocação do Mal, que estreou 19 de julho de 2013 nos EUA, teve um orçamento considerável de 20 milhões de dólares e ultrapassou até 13 de agosto de 2013 o valor de US$ 122,5 milhões, enquanto o total mundial somou mais de US$ 169,7 milhões até a mesma data. São os filme de baixo orçamento dos EUA que faturam horrores nas bilheterias mundiais.

A boneca, que existe realmente, e foi um dos casos analisados  pelo casal de investigadores de paranormalidades Ed e Lorraine Warren, e está no Museu Oculto dos Warren ganha um filme próprio, nas mãos do diretor de fotografia de Invocação do Mal, John R. Leonetti. Com direção de John de  R. Leonetti no script temos a origem da amaldiçoada boneca que e é apresentada no filme dirigido por James Wan. O roteiro de Annabelle está nas mãos do novato Gary Dauberman.

Annabelle real.
Annabelle real.

Na narrativa, temos um casal que está esperando um bebê, Mia (Annabelle Wallis) e John Gordon (Ward Horton), sendo que o marido compra para a família uma boneca que passa após a morte de Annabelle Higgins e seu namorado que invadem seu domicílio  a ser possuída por um espírito do mal e vingativo. A boneca e o espírito vingativo passam a atormentar a vida da família. Na conjuntura dos EUA, presenciamos um país dominado pela violência e por seitas ocultistas e satânicas, entre elas a seita e o culto de Charles Manson (anos 60).

A aparência de Annabelle nada a ver com a real. Bem mais assustador no filme.
A aparência de Annabelle nada a ver com a real. Bem mais assustadora a Annabelle produzida para o filme..

O filme é divertido, consegue entreter, mas não é superior ao filme original de James Wan, Invocação do Mal (2013), que agora em Annabelle está na cadeira de produtor. Ele abusa dos efeitos especiais práticos, por se tratar de mais um filme dessa leva de filmes atuais norte-americanos de baixo orçamento, e abusa da criatividade e dos efeitos sonoros para assustar o espectador. A direção de arte (cenário, figurinos) é de Douglas Cumming (Paranóia) e a música do compositor Joseph Bishara (franquia Sobrenatural e Invocação do Mal).

Annabelle teve o orçamento de 6 milhões e meio de dólares, e arrecadou mais de 37 milhões de dólares nos EUA, apenas no primeiro final de semana de estreia, ou seja arrecadou nas bilheterias mais de seis vezes o que gastou na produção.

ANNABELLE

Annabelle é um filme que vale o ingresso, e que assusta em alguns poucos momentos, mas que é para não deixar o espectador com muitas expectativas. É um filme de bonecas que com o tempo, com certeza, será esquecido. Um filme que aproveita do sucesso de Invocação do Mal para lucrar nas bilheterias.

Annabelle 2 deve estrear nos cinemas em 2017.

Nota: 3,0 de 5,0.