Mês: agosto 2014

Sharknado (2013).

Mise en page 1

Por Calil Neto

Skarknado, essa peróla da produtora The Asylum foi produzida para a televisão em 2013 e exibida no SYFY, e teve o orçamento de 1 milhão de dólares, sendo extremamente comentada nas redes sociais e na internet em geral, se tornando um fenômeno, com críticas negativas e positivas por parte do público e dos especialistas.

Para que não sabe os filmes da The Asylum geralmente são cópias descaradas de filmes bem sucedidos e populares mundialmente, principalmente os norte-americanos. COM CERTEZA ELES quiseram fazer algum trocadilho e homenagem descarada com o filme clássico de Steven Spielberg, de 1975, Tubarão (Jaws), não deixando de apresentar uma premissa interessante em revelar ao público tubarões que surgem de tempestades, furacões e do céu aberto de Los Angeles nos EUA.

O telefilme exagera nos efeitos especiais e na computação gráfica dos tubarões e em alguns desastres naturais (como os furacões, e as cidades inundadas por exemplo), com roteiro meio bobinho. Sharknado não deixa de ser uma produção bagaceira e trash. É também muito hilariante, com muita ação.

O importante não é o enredo e a trama em si, mas sim as cenas que envolvem os personagens da trama e os vilões tubarões realizados por CGI.

Foto – crédito: Cassie Scerbo, Tara Reid, Ian Ziering  | ©2013 Albert L. Ortega  (Assignment X Assignment)

Sharknado é dirigido por Anthony C. Ferrante, que geralmente desenvolve trabalhos para a televisão, em roteiros de telefilmes como Gritos do Além (2011), American Horror House (2012), e na direção das tele-sequências de Sharknado, Sharknado: A Segunda Onda (2014) e Sharknado 3: Oh, Não! (2015). Também trabalhou na equipe de maquiagens do O Mestre dos Desejos 2 (1999), e nos dois filmes da franquia O Dentista nos anos 90, dirigidos por Brian Yuzna (A Noiva de Re-Animator, Re-Animator – Fase Terminal e A volta dos mortos vivos 3). Anthony também é ator e é figurante, com curta participação, no segundo filme da franquia Sharknado. No elenco do primeiro filme da franquia Sharknado temos alguns rostinhos conhecidos do público mais velho como John Heard (Esqueceram de Mim), Ian Ziering (do seriado Barrados no Baile)  e a bela Tara Reid (de American Pie).

É um filme bobinho em alguns aspectos, mas que não deixa de divertir e entreter o espectador.

Sharkanado 4 já está encomendado!

Trailer de Sharknado: A Segunda Onda

RECOMENDADO.

Nota: 3,0 de 5,0.

ESTRÉIA NOS CINEMAS SEX TAPE – PERDIDO NA NUVEM, COM CAMERON DIAZ.

Quando Jay (Jason Segel) e Annie (Cameron Diaz) se conheceram, o romance era intenso; mas 10 anos e dois filhos depois, a chama do amor deles começa a se apagar. Para apimentar um pouco a coisa, eles decidem — porquê não? — gravar um video de uma maratona de 3 horas onde eles tentam fazer todas as posições do livro A Alegria do Sexo. Parece uma grande ideia, até eles descobrirem que o seu vídeo não é mais tão privado assim. Com a reputação em jogo; sabendo que estão a apenas um clique de terem sua intimidade revelada ao mundo; eles partem em uma corrida para evitar que o video vaze, o que dá aos dois uma noite inesquecível e mostra que o vídeo pode ser ainda mais revelador do que eles imaginavam.

As Tartarugas Ninja (2014).

tartarugas-ninja-2014-trailer-final

Por Calil Neto

Estreou em 14 de agosto no Brasil As Tartarugas Ninja (2014) um reboot da franquia com produção do experiente Michael Bay (Transformers, Pearl Harbor, Armageddon) e direção de Jonathan Liebesman (Fúria de Titãs 2) 

SPOILER.No enredo temos a relação da jornalista April O’Neil, (interpretada pela bela Megan FOXGarota Infernal),  com a origem das tartarugas e de seu mestre Splinter. Passamos pela infância delas e até a adolescência e juventude. O longa como o habitual também traz um toque de bom humor e descontração. Um dos fatores de escolha de Megan Fox para atuar no filme foi a influência dos personagens na infância da vida da atriz.

untitled

A produção exagera no bom sentido (será?) nos efeitos especiais e computação gráfica, diferente dos filmes anteriores (década de 90), que usavam máscaras, fantasias, maquiagens e apetrechos, e não tinham as modernidades tecnológicas em CGI como hoje. 

O filme é uma belíssima homenagem aos filmes anteriores, aos desenhos, aos quadrinhos, aos jogos de vídeo-games do quarteto de tartarugas, e traz aos espectador que pôde ir aos cinemas nos anos 90 um clima de nostalgia e saudosismo, além de resgatar no cinema para as atuais e novas gerações a fama das tartarugas.

Capa_Tartarugas-Ninja

 

O Destruidor, vilão mais famoso do quarteto, também está presente com seu vozeirão, e totalmente diferenciado e mais moderno do que aquele Destruidor dos primeiros filmes da franquia.  Ele parece mais um robôzão daqueles dos Transformers, do que o Destruidor de suas origens.  Claro estamos em pleno século XXI e não mais nos anos 90.

teenage-mutant-ninja-turtles-shredder-paramount-1

As Tartarugas Ninja teve um orçamento considerável de 125 milhões de dólares, e teve a produção da Paramount Pictures, Nickelodeon Movies e Platinum Dunes criada por Michael Bay em 2001.  A produção liderou nas bilheterias e arrecadou 65 milhões de dólares apenas no primeiro final de semana nos EUA, e foi muito bem recebido no Brasil, também liderando, com 13 milhões de reais até o dia 19 de agosto.

Com o sucesso do primeiro filme nas bilheterias ao redor do mundo, a continuação de As Tartarugas Ninja não poderia ser descartada, e em 2016 temos As Tartarugas Ninja – Foras das Sombras. Quem sabe não teremos nos planos outras diversas sequências e diversos outros filmes dessas famosas e simpáticas tartarugas.

Como notamos a franquia foi totalmente repaginada e está mais moderninha, com direito a celulares modernos, conversação via Skype, e uso das novas tecnologias. O MUNDO MUDOU E AS TARTARUGAS TAMBÉM.

SUPER INDICAÇÃO.

Nota: 3,0 de 5,0.