Hitchcock (2012).

Hitchcock (2012)

Por Calil Neto

Consegui conferir na telona, o belíssimo Hitchcock, dirigido pelo inglês Sacha Gervasi, com atores de peso como Anthony Hopkins, Helen Mirren, e a bela e competente Scarlett Johansson (Os Vingadores). O filme é baseado no livro de Stephen Rebello Alfred Hitchcock and the Making of Psycho (Alfred Hitchcock e os Bastidores de Psicose), lançado somente agora no Brasil pela Intrinseca 22 anos após o lançamento nos EUA.

Hitchcock, que durante parte de sua vida dirigiu filmes na Inglaterra e depois veio para os Estados Unidos, dirigiu até filme-mudo como O Inquilino de 1927, revela as negociações para o desenvolvimento e a distribuição do mais célebre filme da carreira do diretor inglês (falecido em 1980), Psicose (Psycho ), e os seus bastidores, arrecadando este a maior bilheteria de Hitchcock (50 milhões dólares no mundo todo), custando apenas 800.000 dólares oriundos do bolso do próprio diretor.

O diretor comprou os direitos do romance de Robert Bloch e teve dificuldades em encontrar um estúdio que produzisse seu filme de terror,  baseado na história verídica do assassino Ed Gein, que serviu também de inspiração para outro clássico, O Massacre da Serra Elétrica (1974), de Tobe Hooper, e o O Silêncio dos Inocentes (1991), de Jonathan Demme.

Hitchcock entrou em dívidas e financiou a produção de seu mais novo filme Psicose (Psycho )com a distribuição nos cinemas garantida pela Paramount.

Em Hitchcock (2012) vemos o uso constante da metalinguagem, (como a produção de um filme dentro do próprio filme), presenciando alguma cenas de Psicose como a cena em que Janet Leigh – Marion Crane (Scarlett Johansson) está dirigindo seu carro na estrada (à caminho do Bates Motel), e a paisagem de fundo é projetada em uma tela, parecendo que a atriz realmente está em um veículo em movimento (para a época), e a famosa cena clássica do chuveiro com a trilha sonora de Bernard Herrmann, frequente colaborador do diretor.

Hitchcock

A aparência do ator Antony Hopkins foi   totalmente modificada, com o uso de maquiagens e (creio eu!!!) enchimentos na barriga por exemplo, para a interpretação do mestre do suspense inglês. A interpretação e a forma de andar do personagem estão muito fiéis ao do diretor. Gostei muito!!!! Sempre fui fã de Hopkins, e minha adoração agora por seu trabalho aumentou ainda mais com sua atuação em Hitchcock!!!

Hitchcock retrata muito bem a época (anos 60), com as vestimentas e os carros de época, em uma belíssima direção de arte, em um belíssimo passatempo para quem curte filmes das antigas e o trabalho e carreira dessa lenda cultuada até o dias de hoje que foi Hitchcock.

Para os desavisados, a vida de Hicthcock não era moleza , pois existiam os conflitos dentro e fora dos estúdios de gravação, e temos drama em maior parte de sua exibição, mas muita informação, resgatando ao público e a novas gerações,  um pouco mais da vida e da trajetória deste que foi o mestre do suspense e uma das grande lendas do cinema mundial, influência até hoje para diretores mais novos como o italiano Dario Argento.

Hitchcock teve a indicação da talentossérrima Hellen Mirren como melhor Atriz de Drama no Globo de Ouro 2013 (não venceu) e foi indicado ao Oscar do mesmo ano na categoria de maquiagem e cabelo, também saindo sem a estatueta.

Hitchcock (2012)  retrata a vida e obra de um diretor inesquecível.

Nota: 4,0 de 5,0. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s