Review – Frankenstein (1931).

Frankenstein (1931)

Por Calil Neto

Frankenstein (EUA/ em preto e branco – 1931) é o segundo filme de monstros clássicos da Universal Studios, dirigido por James Whale, e uma das obras responsáveis em eternizar e imortalizar o mito do cinema de horror Boris Karloff na pele do monstro Frankenstein. Além de interpretar o Frankenstein em 1931, Karloff também atuou em A Múmia (1932), na pele do monstro egípcio.

A produção é baseada na obra da escritora britânica Mary Shelley, e teve Boris Karloff como uma das alternativas para interpretar o personagem Frankenstein, já que Bela Lugosi, que já tinha  ficado conhecido como o personagem Drácula, recusou o papel.

Na trama, o doutor Henry Frankenstein ( Colin Clive) e seu criado corcunda Fritz  (Dwight Frye) violando cemitérios em busca de defuntos para criar a nova forma de vida, que virá a ser o feioso monstro Frankenstein.

Mas existe um porém, e o monstro Frankenstein foi revivido com um cérebro anormal roubado de um laboratório, que pertenceu a um assassino.

frankenstein-review

Ao mesmo tempo que está para acontecer o casamento entre o jovem doutor Henry e a bela Elizabeth (Mae Clarke), o feioso monstro foge da torre onde renasceu das trevas, sendo um problema para quem cruzar seu caminho.

Quer brincar?
Quer brincar?

Uma das cenas mais notórias da produção em questão para mim, foi a cena em que a pequena Maria (Marilyn Harris), próxima a um lago, pergunta para o monstro, se ele quer brincar com ela, não temendo esta a feiúra do Frankenstein perdido.

Nesta cena, presenciamos um conflito entre a menina pura e inocente, e um monstro maldoso e mal caráter, gerando no espectador o medo e o desconforto de que o monstro faça algo de mal à pequena donzela.

Vale ressaltar mais uma vez que Boris Karloff, tem uma atuação impecável e memorável, com todos seus estranhos movimentos e trejeitos corporais, com toda uma belíssima construção do personagem.

Frankenstein (1931) teve as sequências A Noiva de Frankenstein (1935) e O Filho de Frankenstein (1939), também pela Universal, sendo que Karloff interpretou o vilão monstruoso em ambas. 

Uma ótima recomendação. Filme imortal.

FOTOS DE BASTIDORES.

Ugly Parlor À esquerda Jack Pierce, um dos grandes responsáveis pela maquiagem de diversos monstros da Universal. Chop-Top 

Nota: 4,0 de 5,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s