Chernobyl: Sinta a Radiação ( Chernobyl – EUA/ 2012)

Por Calil Neto

Em 26 de abril de 1986, ocorreu o maior acidente nuclear da história, na usina Chernobyl, na cidade de Pripyat, Ucrânia, na Europa Oriental.

Estima-se que cerca de 30 pessoas tenham morrido nos primeiros meses após a explosão e outras milhares ficaram expostas a níveis de radiação capazes de matar a longo prazo por causa de doenças como o câncer.

Na trama, vinte e seis anos se passaram do acidente, e é aí que entra em ação o filme Chernobyl  (Chernobyl Diaries/2012), onde seis jovens turistas resolvem fazer  um passeio nada comum, isto é, visitar as locações em Pripyat, onde outrora, servira de moradia para as famílias dos trabalhadores da famosa usina.

O problema é que agora Pripyat se tornou uma cidade fantasma e contém ainda resquícios de radiação.

Chernobyl tem o roteiro do pop Oren Peli, junto com Carey Van Dyke e Shane Van Dyke  e a produção de Oren Peli, um dos grandes nomes responsáveis pela franquia de sucesso Atividade Paranormal (que já deu o que tinha que dar), um diretor iniciante, Bradley Parker, e elenco desconhecido.

O casal Chris (Jesse McCartney) e Natalie (Olivia Taylor Dudley), o irmão de Chris, Paul (Jonathan Sadowski), e a amiga Amanda (Devin Kelley), juntamente com a norueguesa Zoe (Ingrid Bolso Berdal) e o australiano Michael (Nathan Phillips), e o ex-militar Uri (Dimitri Diatchenko), no comando do grupo, e a sua Van, que parece mais um tanquinho de guerra,  são os corajosos aventureiros.

Em Pripyat, a galerinha corre de cães e de um urso ao longo do percurso, e após um problema no veículo responsável pela vinda da turma a cidade de Pripyat… são forçados a enfrentar dia e noite, dentro e fora da van, para sair da assustadora e maléfica cidadela.

A cidade está abandonada… A radiação pode se agravar na cidade. E a van está quebrada.

Como fugir agora de Pripyat? Chernobyl segue o estilo mockumentary (falso documentários), assim como outros filmes do gênero, como o já citado Atividade Paranormal (2007), A Bruxa de Blair (1999), Cloverfield (2008), o espanhol Rec, entre outros.

SPOILERS…

Monstros?

Durante o andamento do longa, me pergunto quem são as sombras e “personas non gratas” que perseguem os jovens aventureiros na pacata cidade. Quem serão?

Na minha opinião, as sombras que perseguem os jovens são possivelmente moradores de Pripyat, que foram vitimadas pela mesma radiação, e ainda perambulam pela cidade solitária.

 

Algumas cenas de Chernobyl foram filmadas na Hungria e Sérvia, Europa.

Chernobyl foi lançado em DVD pela Paris Filmes.

Vale ou não a pena?

Chernobyl é uma produção fraca, que peca pela ausência de sustos e efeitos visuais. Por ter Oren Peli como produtor, esperava-se mais criatividade.

Pecaaaaaaa também muito pela má interpretação dos atores.

Uma das maiores decepções de 2012. Um filme totalmente desnecessário para os fãs do gênero, sendo que o que apenas enaltece a produção é o nome de Oren Peli como produtor e roteirista da produção. Apenas isso.

Nota: 2,5 de 5,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s