Poultrygeist: Noite das Galinhas Mortas (2006).

Por Calil Neto

“Poultrygeist: Night of the Chicken Dead” (Poultrygeist: Noite das Galinhas Mortas/ EUA- 2006) é mais um filme de horror-trash e musical da produtora Troma, de Lloyd Kaufman, que parodia clássicos do cinema de terror como “Poltergeist” (1982) e “A noite dos mortos vivos”(1968).

A alusão a “Poltergeist” acontece quando um restaurante fast food (American Chicken Bunker – ACB) é construído sobre um cemitério indígena igual ao filme de Tobe Hooper, onde uma casa também é construída sobre um cemitério de índios.

(Já a alusão ao filme de George Romero explicarei durante o andamento da análise…)

SPOILERS

Era uma vez uma lanchonete nada normal… 

O trash movie começa quando um casal de jovens está fazendo sexo em um cemitério indígena, na cidade de Tromaville.

( São eles os jovens Arbie (Jason Yachanin) and Wendy (Kate Graham))

Arbie tem o propósito de cuidar de seus pais problemáticos e Wendy almeja ir para a faculdade, onde se apaixonará por uma outra bela menina Micki (Allyson Sereboff).

Arbie começa então a trabalhar em um caixa da recém inaugurada franquia de restaurantes fast-food (American Chicken Bunker- ACB) que vende baratos lanches à base de galinhas, para sustentar sua família.

Wendy e sua namorada Micki protestam contra a desenfreada matança de galinhas para a produção desses lanches, e são a favor da manutenção e preservação de patrimônios públicos culturais, como o cemitério indígena da cidade que foi destruído.

Crítica Social… 

“Poultrygeist” é uma produção que critica a dominação das grandes corporações em torno do mundo, como as próprias redes de fast food.

MC Donalds da vida para os leigos.

A ACB em “Poultrygeist” é o MC Donalds de Tromaville.

Maldição na ACB?

Será que espíritos indígenas podem interferir no funcionamento da lanchonete?

Pessoas, funcionários, e freqüentadores do restaurante, começam de repente a se comportar estranhamente em “Poultrygeist”, e se transformar em demônios, ops, isto é, em galinhas.

Galinhas Humanas? 

Isso mesmo, e galinhas que se alimentam de restos humanos…

Essas galinhas humanas elas andam que nem zumbis… o que nos liga diretamente ao filme “ A noite dos mortos-vivos”.

Em certas cenas em peculiar parece que estamos assistindo zumbis vestidos de galinhas… Uma idéia genial da equipe de Lloyd Kaufman, que tem uma singela atuação no filme.

O trashismo de “Poultrygeist”  está nas vestimentas e nas maquiagens das personagens, além de muito gore e gosmas verdes.

Vale a pena?

Claro que vale, pois além de estarmos assistindo a uma paródia e homenagem de clássicos do cinema de horror, estamos assistindo também a trashismo de primeira, de boa qualidade. Marcas da produtora Troma.

Diversão e descontração na certa para o espectador, em uma produção sem muitas pretensões.

Nota: 3,0 de 5,0.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s